1 ano em Cardiff

Se alguém tivesse me perguntado, há 3 ou 6 meses atrás, como eu imaginava a comemoracao do meu primeiro ano morando em Cardiff, eu provavelmente teria dito algo completamente diferente do que está acontencendo hoje.

No post de 9 meses, comentei que Cardiff enfim tornou-se my home e que eu consigo me ver morando aqui por um período maior do que os dois anos de mestrado. A única coisa que me assustava, back there, era a possibilidade do Brexit (que infelizmente aconteceu, mas que nao discutiremos nesse post).

Pois bem, hoje eu completo um ano morando em Cardiff, essa cidade que, nesse exato momento, eu amo e odeio.

A amo porque me sinto bem aqui, me sinto acolhido e sinto que posso escrever um futuro bem interessante aqui. Fiz grandes amigos, amo localizacao da minha casa, amo poder passear pelos jardins do castelo, amo o Bute Park, amo morar na esquina do Rio Taff, amo fazer tudo a pé ou de skate, amo a bahia da cidade, amo as Arcades. Enfim, sao muitas razoes que me fazem amar Cardiff e todo esse amor me fez tomar uma decisao que, sinto ser a cereja que está faltando nesse bolo.

Cardiff Bay <3

Cardiff Bay ❤

Quero conseguir um emprego aqui.

Quando saí de Sligo, a ideia de me tornar um nomade digital/remote worker me parecia um sonho muito maravilhoso. Poder trabalhar e viajar ao mesmo tempo é realmente uma experiencia incrível, minha (maravilhosa, diga-se de passagem) estadia na Itália me provou isso…mas, infelizmente, eu nao me adaptei.

Por conta do mestrado, eu preciso estar em Cardiff por dois anos, o que me impede de sair viajando por aí com meu laptop e trabalhando com os pés enfiados na areia. Preciso trabalhar de casa, todos dias. No comeco foi legal, diferente, inovador…mas agora cansou. Nao aguento mais passar tanto tempo sozinho, quero me arrumar bonitinho pra ir pro trabalho, quero voltar a ter colegas de trabalho, quero falar mal do chefe com outras pessoas e coisas do tipo.

Sem contar que, na minha percepcao, só fazemos parte mesmo de uma sociedade quando interagimos com ela em todos os seus ambitos. E trabalhar de casa estava me deixando de fora do ambito trabalho. Por mais que Cardiff seja incrível e que eu sinto que aqui seja my home, sinto que está sempre faltando algo.

Cardiff City Hall

Cardiff City Hall

Pra resolver esse dilema, resolvi arregacar as mangas e procurar emprego. Atualizei o currículo, atualizei o portfolio e no comeco de julho, comecei a madar CV pra vagas que me interessavam. Já apliquei pra muitaaaaaaaaaas vagas e so far, fiz apenas 3 entrevistas, que nao rolaram, e recebi uns 2138918954954363 emails do tipo ‘sorry but your application has been unsuccessful‘.

Razao pela qual, nesse momento, odeio Cardiff a little bit.

Sei que é fase, sei que vai passar, sei que no final vai dar tudo certo…mas I can’t help thinking que Cardiff está me rejeitando, que Cardiff nao quer que eu fique aqui. Estou vivendo mais um amor nao correspondido e it sucks!

Espero que as águas mudam nas próximas semanas.