Lockdown em Gran Canária por causa do Coronavírus

A não ser que você esteja vivendo em uma bolha no meio do Oceano Atlântico, você tem ouvido falar muito do Coronavírus, vírus que causa a maldita Covid-19 e que tem se espalhado pelo mundo todo em uma velocidade incrível.

Enquanto a situação na Itália e em outros países europeus ficava cada vez pior, as coisas aqui no Reino Unido estavam ‘ok’. Sem ordens de lockdowns ou isolamento, aviões subindo e descendo sem problemas e pessoas indo viajar sem restrição.

Assim como tantos outros no país, meus amigos e eu vínhamos organizando uma viagem de férias pra fugir do inverno interminável do Reino Unido. Estávamos com tudo organizado e pago pra passar uma semana em Gran Canária, ilha de território espanhol que fica na costa do Marrocos.

Cada dia que passava a nossa esperada viagem chegava mais perto e a Espanha ficava mais perto de entrar em lockdown.

Quatro dias antes, Madri declarou lockdown. Três dias antes, o País Basco aderiu também e no dia do nosso vôo, sábado 14 de março, acordamos com a notícia de que toda a Espanha poderia entrar em lockdown a qualquer momento.

Por questões de seguro, só seríamos reembolsados caso tivesse um aviso oficial de lockdown antes do nosso vôo e como não teve, a gente entrou no avião. Nós sete, e todos os outros no avião, estávamos bem estressados e assustados, porém esperançosos que conseguiríamos decolar e aproveitar nossos dias de folga.

A gente sabia que seria possivelmente a última viagem por um tempo e queríamos aproveitar, então fomos.

Ao aterrisar em território espanhol fomos informados que o lockdown foi publicado e que teríamos que ficar em isolamento durante todo o período das nossas férias. Por sorte, alugamos carros direto no aeroporto e alugamos uma chácara bem isolada. Nosso desafio era “apenas” comprar comida o suficiente e ficar em isolamento na chácara, com bastante espaço e piscina.

Por sorte, o supermercado que fomos ainda estava lotado, o que foi uma surpresa pois tudo que víamos na mídia eram images de prateleiras vazias na Espanha toda. Compramos bastante comida pra durar a semana toda e fomos pra chácara. Todo mundo estava estressado, mas confiante que ia ficar tudo bem…uma semana isolados no meio das montanhas, com piscina e sol quente não nos parecia uma má ideia.

Assim como o vírus, as notícias a respeito dele são muito rápidas e acordamos no  segundo dia, domingo 15 de março, com comunicado da EasyJet de que todos os vôos para e da Espanha seriam cancelados a partir do dia 18.

Olhamos no aplicativo e boom, nosso vôo de volta do dia 21 havia sido cancelado.

A previsão de retorno seria só a partir do dia 29 de março, ou seja, sem lugar pra ficar, sem comida, em lockdown, sem computador pra trabalhar. Lidamos com a situação muito bem e depois de vários e-mails e comunicados nas redes sociais, a EasyJet afirmou que estaria operando vôos de resgate entre os dias 16 e 17, que era pra tirar todo mundo da ilha.

Decidimos arriscar e tentar voltar pra casa na metade da semana, porque ficar ilhado não era bom pra ninguém. Aproveitamos o restante do nosso domingo na piscina, comemos bem e bebemos muito! Um de nós acordou super cedo na segunda-feira e consegui nos colocar em um desses vôos de resgate para a terça, dia 17 de março, às 18h.

Aproveitamos toda a segunda na piscina, tristes que teríamos que voltar mais cedo, mas muito aliviados de saber que voltaríamos pra casa. Claro, com um toque de stress porque vai que esses vôos de resgate fossem cancelados também?

No fim, deu tudo certo e conseguimos pegar o vôo de resgate bem, que decolou no horário correto e chegamos no Reino Unido são e salvos. Além disso, recebemos o dinheiro das diárias não utilizadas de volta e a EasyJet não cobrou nada pelos vôos de resgate.

IMG_3353
Isolamento com eles até que não seria tão ruim assim.

Estamos todos em isolamento, pois estávamos em uma área de risco e a partir de hoje, 19 de março, estou trabalhando de casa. O Reino Unido, que estava de boas quando saímos, está acordando pra vida e finalmente fechará as escolas e tem reforçado isolamento pra todo mundo. Não sei o que irá acontecer, o que será da nossa economia depois disso e nem o que será do meu emprego que depende da indústria turística, uma das mais afetadas pelo vírus.

Como diria Dumbledore: “tempos difíceis estão por vir”.


Um comentário sobre “Lockdown em Gran Canária por causa do Coronavírus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.