Transilvânia e o Castelo de Drácula

No nosso segundo dia em Bucareste, levantamos cedinho e fomos com um day-tour pra Transilvânia, conhecer o ‘Castelo de Drácula’.

Drácula é um personagem de Bram Stoker, um autor irlandês, que mesmo escrevendo sobre a Transilvânia, nunca veio a Romênia. Ele se inspirou nas estórias que ouviu a respeito de um cara chamado Vlad Dracul, conhecido como o ‘Empalador’.

Empalador porque sua forma favorita de tortura era o empalhamento, que consiste em enfiar um pau do ânus até a boca da vítima e pendurá-los no alto do pau, o corpo desce aos poucos e por não perfurar nenhum órgão vital, a morte é lenta e dolorosa.

IMG_7421

Vlad usava esse tortura nos turcos, que atacavam a Romênia pelo sul e nos áustro-húngaros, que atacavam pelo norte. Bram Stoker ficou impressionado com a estória e o utilizou como inspiração pra criar o Conde Drácula.

No livro, Bram descreve um castelo no meio da floresta, na estrada da Transilvânia e de estilo medieval, o que coincidentemente encaixou com a descrição do Castelo de Bran, que ficou conhecido como Castelo de Drácula.

O castelo por dentro não tem nada de macabro, mas por fora ele parece mesmo um castelo vampiresco.

Além do castelo, visitamos também o Palácio de Peles e a cidade de Brasov, que é completamente diferente de Bucareste, pois sua inspiração foram as cidades alemãs.

IMG_7374


2 comentários sobre “Transilvânia e o Castelo de Drácula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.