Como Sligo me ajudou a ser fluente em inglês

Dois anos e quatro meses atrás, quando me mudei pra Irlanda, meu principal objetivo – além de viajar – era adquirir fluência no inglês, língua que eu estudava há 5 anos no Brasil. Hoje, sou fluente como eu queria, embora eu não saiba exatamente onde foi o ponto em que cruzei a linha do “avançado CNA” para a fluência…acredito que tenha sido no final do primeiro ano.

Não sei, só sei que hoje eu entendo perfeitamente tudo ao meu redor; me expresso naturalmente em qualquer situação; debato, argumento e troco ideia diariamente com pessoas no trabalho e com meus amigos e housemates; vou ao cinema quase que semanalmente; e estou pra começar um curso de mestrado ministrado em inglês.

Dias atrás, fuçando no blog Fluent In 3 Months, escrito pelo irlandês Benny, li um texto que me fez refletir muito sobre essa fluência que consegui.

fluente-inglês

Benny diz nesse texto que ele morou por 6 meses na Espanha, pois acreditava que o fato de morar lá iria lhe ajudar a aprender o espanhol. No final dos 6 meses, Benny mal conseguia se comunicar em espanhol e isso o desmotivava muito. No meio dessa desmotivação, Benny teve o momento EUREKA e percebeu onde estava errado: ele falava muito inglês e pouco espanhol. Foi então que ele fez um voto consigo mesmo de não se comunicar mais em inglês, apenas em espanhol, mesmo que tudo errado e embaraçado.

Uma decisão maluca, mas que segundo ele, o fez de fato mergulhar e aprender o idioma.

Me lembro que quando cheguei em Sligo e me deparei com uma cidade irlandesa típica e praticamente sem estranheiros (tirando poloneses e philipinos), pensei: FODEU.

Me mudei pra uma casa com irlandeses, passei a trabalhar com irlandeses e milagrosamente, não fiz amizade com nenhum brasileiro por longos 7 meses. Nesses 7 meses, tudo que eu tinha era meu conhecimento “avançado CNA” e muita vontade de aprender mais.

Assim como Benny, tive que perder a vergonha (eu morria de vergonha da minha pronúncia) e desenbestei a falar. Falei muita merda e errei muito, mas nunca deixei esses erros me desanimarem. Os primeiros dias e semanas foram bem difíceis, mas a cada dia que passava, eu melhorava.

Ler esse texto do Benny só me confirmou uma coisa que eu já desconfiava, foi essa “desportuguesação” que mais me ajudou. Se não fosse pelo chat do Facebook e por Skypes semanais com minha família, eu não falaria português em Sligo e isso me empurrou mais pra ficar fluente no inglês.

Vejo muito brasileiro aqui na Irlanda que diz que quer ser fluente em inglês, mas que não desconecta do português e “desportuguesa”. Não me levem a mal, eu amo a Língua Portugesa e acho que não tem lígua mais linda no mundo, mas a maneira mais fácil de aprender uma nova língua é desligando a outra.

Sei que é difícil, mas se você quer mesmo aprender inglês, comece hoje mesmo a se “desportuguesar”.

Se você está ou planeja ir pra algum país que fale inglês, com o objetivo de pra aprender o idioa, já coloque isso na cabeça e faça esse pacto com você mesmo: fale o menos português possível.

“Mas porra, Rick, Dublin tá cheia de brasileiros e não dá pra evitar a brasukada”.

É, não dá.

Mas dá pra sair menos no rolê Brasil. Dá pra fazer acordos com os housemates pra conversar em inglês em casa, nem que três vezes na semana. Dá pra parar de ouvir só música brasilera e parar de ver novela. Dá pra ir no pub e puxar conversa com locais. Dá pra assistir seriados sem leganda ou com legendas em inglês. Dá pra ir visitar velhinhos no asilo e ouvir as histórias deles. Dá pra sair do eixo O’Connel-Parnell-Liffey em Dublin e ir mais pros subúrbios praticar.

Enfim, mesmo que você não tenha a sorte que eu tive de me enfiar no meio local, existem inúmeros outros atalhos para a desejada fluência, mas o caminho é um só: tem que desportuguesar.

Anúncios

4 comentários sobre “Como Sligo me ajudou a ser fluente em inglês

  1. Falou bonito, Rick! Eu já tinha lido esse texto do Benny – foi esse momento eureka dele que o impulsionou também a aprender tantos outros idiomas depois, né? Ele é incrível, uma inspiração mesmo!
    Você hoje tá com o inglês tinindo, usa expressões e gírias irlandesas, dá mó orgulho ver sua evolução nesses dois anos e pouquinho que nos conhecemos! 🙂 Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s