Atenas, a cidade dos deuses – parte II

O caminho para a Àgora Grega é bem tortuoso, cheio de pedras escorregadias e de subidas e descidas, mas vale super a pena.

A Ágora Grega, assim como a Romana está bem em ruínas, mas ainda preserva colunas, pedras, esculturas e até alguns altares, entre eles um a Zeus! Lá fica também o Museu da Ágora, que tem várias coisas de muito, muito tempo atrás. Uma coleção que me chamou bastante a atenção foram os vasinhos gregos, iguais os do desenho do Hércules. Cheguei a ficar esperando as ninfas cantarem, mas elas não se mexeram.

O templo de Hefaesto fica em cima de uma colina, bem lá no alto e é o templo mais preservado de todos (se pá porque Hefaesto é o deus construtor). Todas as colunas são originais, mas o templo já passou por algumas restaurações ao longo dos anos.

20131114-213718.jpg

Pra variar, a vista lá de cima é fantástica.

Depois do templo conhecemos também a casa do presidente, o Jardim Botânico Nacional e o Estádio Olímpico de Atenas, que é muito massa!

No 2º dia em Atenas voltamos ao ticket Acrópolis e fomos ver o que faltava: o Museu Acrópolis.

Cara, o que é o Museu Acrópolis! Ele não é nada interativo, não tem telas touch-screen, não tem jogos e nem áudio-guia, mas é tão legal que você nem percebe.

Basicamente o museu tem as esculturas e obras de arte que ficavam nos templos de Atenas e na área da Acrópolis e claro, isso inclui o Parthenon.

E claro, isso é fantástico.

Cada estátua, escultura, réplica, maquete e/ou obra de arte tem uma placa em grego/inglês explicando sua história e é isso que faz o museu ser muito legal.

Pelo que entendi dos banners e cartazes espalhados pelo museu, ele tem um pegada “passe o dia” e é voltado para crianças e adolescentes, o que dá pra perceber pelo inglês simples e direto usado nas placas de explicação.

As relíquias por si só já são super legais, mas com a história fácil, fácil de entender ali do lado, fica ainda mais legal.

Em um dos andares é passado um filme de uns 15 minutos sobre a história do Parthenon e é simplesmente impressionante. Foi nesse vídeo que eu aprendi metade das coisas que vocês leram no outro post.

Depois de conhecer o museu, eu tive que comprar um livro fodão de mitologia grega e uma túnica grega! #fantasiagarantida

O resto do 2º dia foi usado só pra ficar de boa na lagoa, filosofando sobre os tempos gregos, visitando lojinhas e claro, comendo.

A Grécia foi o país com a comida mais gostosa e parecida com a brasileira que visitei. Passou anos luz na frente das iguarias italianas. E o melhor é que é tudo baratinho.

O próximo e último destino dessa trip será a ilha de Malta, país que já foi dominado pelos gregos, romanos e recentemente pelos britânicos.

Deve ser legal, né?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s