La bella Firenze

Chegamos em Firenze (Florença) por volta das 15h30 do 4º dia de viagem e junto com a gente, trouxemos a chuva.

Ao desembarcar do trem, não achei meu amigo e tive que ir atrás de algum café com wifi pra me comunicar com ele. Achei um café bem próximo a estação, perguntei se eles tinham wifi e em seguida pedi um cappuccino, que custava € 1,50. Tomei meu cappuccino, contatei meu amigo e quando fui pagar, surpresa, era € 4,50. O primeiro valor era “to go”, sentar na cafeteria custou-me € 3 a mais.

A chuva não deu trégua em momento nenhum no primeiro dia e como achei meu amigo pra lá de 16h30, não fizemos nada turístico, mas não significa que não nos divertimos! Ele faz aula de salsa em um club italiano que fica em frente ao Duomo e nos levou com ele. Cara, nasci pra isso! Aprendi uns 4 passinhos de salsa, dancei com italiana, espanhola e americana e me diverti a beça!

Acordamos cedo no outro dia pra dar tempo de visitar a cidade e aproveitar o tempo, que estava bem ensolarado.

Nossa primeira parada foi a Basílica de Duomo, que fica bem pertinho da casa do meu amigo. Eu nunca tinha visto uma igreja tão bonita na minha vida, cada detalhe do “palácio” era de uma beleza tão incrível, que me deixou de queixo caído.

20131105-215438.jpg

Depois do Duomo partimos rumo a Piazza Signoria, onde fica a belíssima fonte de Netuno. No caminho pra Signoria passamos pela Piazza della Republica, que data de 1895, tem várias lojinhas ao redor e tem também um carossel fofo.

Li muito que o bonito de Firenze não são apenas seus museus, artistas e esculturas, mas sim a interação que essas coisas tem na cidade. Firenze é uma galeria de arte ao céu aberto, sem contar a bela arquitetura presente em todo lugar. Cada rua, ruela, passarela e bequinho tem alguma beleza escondida.

E isso é o mais legal de explorar.

Chegamos na Piazza Signoria e eu quase tive um troço! A estátua da fonte de Netuno é simplesmente fantástica e eu demorei uns minutos pra processar que estava ali. É na Piazza Signoria que ficam também outras tantas e maravilhosas estátuas, incluindo uma réplica do Davi de Michelangelo, o Hércules e o Centauro, de Giambognolo e Ulisses com a cabeça da Medusa.

20131105-215652.jpg

Depois da enxurrada de amor e beleza que foram as estátuas (eu sou o rei do brega) fomos à famosa Ponte Vecchio, que fica sob o Rio Arno. A ponte Vecchio tem uma história bem interessante ligada à família Medicci, família mais rica da Itália. Há muitos anos atrás os Medicci usavam a ponte pra ir até o palácio Vecchio e se incomodavam com o cheiro dos açougues instalados na ponte, foi aí que eles resolveram subir o aluguel das lojas, expulsar os açougueiros e aceitar apenas joalheiros. É por isso que hoje em dia as lojas que ficam na Ponte Vecchio são apenas joalherias!

Depois dali fomos comer e graças a um calzone quentinho e de queijo, tomate e óregano, a minha má impressão do calzone italiano morreu.

20131105-215907.jpg

Logo após o almoço passamos pelo palácio Picci, uma construção com cara de forte que fica bem no meio da cidade e que tem uma enorme calçada onde a galera vai pra sentar, escrever e desenhar.

Falando em desenhar, notei muitos jovens, senhores e até adolescentes sentados de frente para alguma obra de arte com seus moleskines abertos e desenhando.

Acho que deve ser mais fácil ser criativo em Firenze.

O Palácio Picci fica na verdade no caminho para a Piazza Michelangelo, que foi o nosso destino após o almoço.

Cruzamos a ponte, subimos uma escadaria enorme e depois de alguns minutos e bastante cansados, vimos isso:

20131105-220045.jpg

Sem palavras pra descrever a beleza de Firenze vista assim, do alto. É na Piazza Michelangelo que fica também outra estátua de Davi, mas muito maior e aparentemente mais velha.

Ali também fica a igreja de Michelangelo, mas eu não sou muito fã de igreja e entrei só 3 minutinhos pra ver e saí.

Não entrei em nenhum museu em Firenze, porque a cidade é muito linda por si só e todos os museus tem uma pegada católica e de arte renascentista, o que me dá um pouco de preguiça.

Preferi explorar a cidade andando e me encantando com cada esquina que eu virava.

Terminamos o 2° dia em Firenze passeando pelas feirinhas que tomam conta do centro histórico da cidade.

O 3º dia em Firenze ficou reservado pra ir até Pisa, mas essa história fica pra próxima.

Anúncios

4 comentários sobre “La bella Firenze

  1. Oi Rick,
    Gostaria de contar com sua ajuda. Estou me preparando para ir para Irlanda em agosto/2014. Gostaria de apresentar-lhe um e-mail que recebi para que você possa dar sua opinião quanto a escola, localidade, preço, etc… se for possível me passar seu e-mail… agradeço.
    P.S: Estou, de certa forma, curtindo suas experiências e viajando muito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s