Sotaque x pronúncia

Antes de mais nada, vamos definir e diferenciar os dois.

Sotaque é o modo como você fala, geralmente tem uma entonação diferente, algumas palavras e expressões próprias, um ou outro som que saí de um jeito mais forte, mais suave, mais arrastado e coisas do gênero. No Brasil a gente tem o sotaque paulista, mineiro, carioca, bahiano e por aí vaí.

Mas não significa que eles falem errado, eles falam o mesmo português que o país inteiro, mas com um sotaque próprio.

Pronúncia é a maneira correta de se dizer as palavras. Não tem nada a ver com sotaque. Quem tem ‘sotaque forte’, pode ter (e na maioria das vezes tem) pronuncia correta. Por exemplo a palavra problema, a pronúncia é PRO-BLE-MA, mas tem gente que fala PRO-BE-MA ou PRO-BRE-MA. O paulista fala probema com sotaque paulista, tanto quanto o bahiano fala a mesma palavra com sotaque bahiano.

As duas formas estão erradas e não é pelo sotaque, mas pela pronúncia.

pronuncia

O inlgês não é diferente do português e também é carregado de sotaques, eu diria até que tem mais accent (sotaque) em inglês do que temos sotaques no Brasil.

Aqui na Irlanda cada região fala de um jeito. O inglês de Sligo soua muito diferente do inglês de Dublin, ou de Donegal e Cork por exemplo. Sem contar os diversos sotaques americanos (Hollywood não conta), o sotaque australiano, sulafricano, canadense, escocês, galês.

Eu costumava dizer que o sotaque inglês era o melhor, até eu ver que o sotaque inglês que eu achava o máximo só é falado no sul de Londres, por que todo o resto é bem diferente.

Eu falo inglês com sotaque brasileiro e segundo meus amigos, de vez em quando rola algumas coisas em uma sotaque irlandês de Sligo e poucas coisas com sotaque americano, mas não adianta, meu sotaque é brasileiro.

Na real? Estou CAGANDO pro meu sotaque, eu quero falar direito.

E aí que entra a pronúncia.

Quando eu estava no Brasil eu odia falar inglês perto dos outros, inclusive dos meus amigos. Porque sempre – S E M P R E – tinha um sabichão que confundia sotaque com pronúncia ou que simplesmente era muito cruel ao fazer uma correção de pronúncia e ao invés de ajudar, me inibia.

Já ouvi comentários do tipo “nossa mano, isso sangrou meus ouvidos”.

Independente do meu sotaque ser brasileiro, irlandês ou americano, eu tenho que pronunciar certo. Quando alguém reclama da minha pronúncia eu não posso confundir e achar que estão reclamando do seu sotaque. Meu sotaque não prejudica a minha mensagem, mas a minha pronúncia sim.

Se eu falar “seid” ao invés de “séd” para a palavra “said” eles não vão entender que eu disse “eu disse” e vão falar “what“. O mesmo vale se eu falar “monei” ao invés de “mãni” para “money“.

Isso sim prejudica a mensagem, não o sotaque.

Me lembro que um dia eu li “smoothie” e pronunciei “smooti“, a Tarsila me corrigiu lindamente e disse que a pronúncia correta é “smoodí“, pois “smooti” significa outra coisa e iria causar ruído na minha combinação.

Desde então eu falo “smoodí” e nunca mais ouvi “what” ao pedir um “strawberry smoothie” em algum lugar.

Finalizando, o sotaque é a característica mais bonita de cada expressão do idioma e não é vergonha pra ninguém, já falar errado é feio e tem que consertar. Minha dica é: vamos nos preocupar menos com o sotaque dos outros e olhar mais a nossa própria pronúncia, que é o que importa de verdade.

Anúncios

21 comentários sobre “Sotaque x pronúncia

  1. Muito pertinente este seu post, Rick!! Mesmo pq sotaque é algo que todo mundo tem…tanto o local como o estrangeiro. Agora não podemos pronunciar equivocadamente as palavras. E temos que ficar atentos a isso.
    Abraços
    Andrea

  2. Rolou uma lágrima aqui. Eu fico inconformada de ver até teacher que acha que pra falar fluentemente é preciso eliminar o sotaque! Não!!! Eu sou brasileira e meu sotaque faz parte da minha identidade! É bem o que vc disse, sotaque não causa falha na conexão, pronúncia, sim.
    Agora, outra coisa muito interessante é que mal consigo lembrar dos brasileiros que já elogiaram meu inglês, já os gringos, perdi as contas. Engraçado, né?

    • Tiraram vc e a Bàrbara, que me dera um feedback profissional sobre o meu ingles, nunca fui elogiado. Mas os gringos sempre dizem que estou indo muito bem, pra eu nao me preocupar, que eu me comunico e isso que importa.

      Foda, ne?

  3. Nunca falaremos que nem os nativos e nem acho que essa deva ser a nossa preocupação (sotaque). Uma pronúncia correta gera uma facilidade na compreensão da comunicação, e é esse que deve ser o nosso foco. Enfim, falei mais do mesmo. Abs, Man!

    • HAHAHA! Mas daí não é nem pronúncia, nem sotaque…é SLANG e isso é outra história…

      Eles sabem falar o jeito ‘correto’ do idioma, mas eles falam o slang o tempo todo… entraria numa categoria ‘dialeto australiano’? HAHA

      Mas te entendo..irlandes tb tem essas coisas estranhas…

  4. Bom, Mais tenho uma pergunta?
    Qual é a pronuncia correta? Porta(Baiano) ou PoIIrta(Paulista)? os Paulista fala que eles pronunciam correto e os Baianos errados mais até os cariocas sabe que a pronuncia correta é (PoRta).
    Bom e também os Baianos foram os primeiros a Receber o português PT.
    E eu não vejo nenhum PT-PT falar PoIRta e sim Porta, Carne.
    No aufabéto Paulista não existe R? o erro é Substitiudo por i?

    • Mas aí é sotaque, não pronuncia..já que isso não interfere na divulgacao e no entendimento da mensagem, é apenas o jeito de falar de cada estado. Se o paulista falasse ‘borta’ ao invés de ‘polrta’ (como vc disse que falamos), aí sim seria pronúncia errada..

      • Paulista troca o erre pelo I
        Kkkkkkkkkk
        É até engraçado ler um absurdo desse! Seus ouvidos estão com problema. Kkkkkkkkkk
        Morei no Portugal e nunca ouvi português dizer foça, pecebi, são benado, professô, diretô, amadô, sovete. Kkkkkkkkkk

    • Acho que você quis dizer alfabeto 🔤
      Ou analfabeto?
      Paulista troca o erre pelo I?
      Onde você ouviu isso?
      O erre do Paulista soa como o do inglês! E o do paulistano como o do português nato. Embora o Brasil tenha sido invadido pela Bahia, não significa que o português da Bahia é perfeito!
      Baiano e carioca assassinam o erre ao pronunciar. Estou no Rio de Janeiro agora. Aqui eles falam: mulé, pota, cane, foça, pecebi, rede recó, baça, “apelido do Barcelona que é barça” nem todos falam assim, mas a maioria das pessoas com quem conversei, uns 80%. Igual a pronúncia baiana. E o rapaz aí, além de falar mal, escuta mal. Ouvir o na pronúncia do erre de interior de São Paulo é pura burrice. Se você estudar inglês não vai conseguir falar nem o básico.

  5. Muitos falam assim, como foi citado Poiita já é horrível, mas ARROIZ, FUGÃO, VOIZ, TUMATI, etc…isso sim é absurdo, e não é o caso de sotaque, isso é falar errado, sotaque é carregar mais em uma sílaba, acrescentar letras, retirar ou substituir por outras é falar errado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s