Aprendendo a ler

Eu sempre fui um rato de biblioteca. Não me lembro ao certo quando foi que me apaixonei pelos livros, mas me lembro que desde os 11 anos, eu estou sempre acompanhado de um. Eu sou daqueles que a pergunta ‘que livro você está lendo?‘ sempre vai ter uma resposta e que prefere passar horas dentro de uma livraria ou biblioteca ao invés de fazer compras. Não, não pense que eu sou metido a culto. Eu só leio coisa pop, histórias adolescentes, ficção, fantasia e cia.

Entre os meus preferidos ever estão: Harry Potter, O Senhor dos Anéis, O Hobbit, Percy Jackson e mais alguns.

Viram, só? Eu sou desses.

Até chegar na Irlanda, eu nunca tinha lido (por vontade própria) um livro em inglês. Os únicos livros em inglês que eu havia lido até então foram para o CNA, cujo os assuntos não necessariamente me interessavam.

lendo

Daí cheguei aqui e qual foi uma das minhas primeiras constatações? A Irlanda é cheia de livrarias, que aqui são chamadas de ‘book shops’. Tem muita mesmo e uma é mais charmosa do que a outra. Isso sem contar as bibliotecas públicas, mas isso é assunto para um outro post.

Por amar livrarias, era avistar uma que eu logo ia entrando e fuçando nos livros. Na minha primeira semana, encontrei um livro em promoção na Eason. Paguei UM euro e voltei pra casa com meu primeiro livro em inglês. Eu comprei porque, além de barato, a sinopse havia me interessado (era de fantasia).

Magus of Stonewylde‘ e conta a história de uma garota de Londres que está quase morrendo, mas que ao conhecer o Magus, vê nele a esperança de continuar vivendo uma vida saudável se mudando para Stonewylde.

Não quero me alongar na história do livro porque não é esse o objetivo do post. Foco, Ricardo.

Nas primeiras páginas eu não entendi absolutamente nada. O vocabulário usado era difícil, tinha um monte de expressões que eu nunca tinha lido/ouvido na vida e eu quis desistir. Mas graças a minha habilidade de ‘nunca deixar um livro pela metade’, encasquetei que iria terminá-lo. Saia de casa todos os dias com o bendito do livro e ia lendo no ônibus.

Lá pra página ‘cento e alguma coisa’ a história começou a fazer mais sentido e eu comecei a entender melhor. Eu já conseguia visualizar a cena que o livro estava narrando e as expressões/palavras que eu não conhecia ficavam apagadas perto das expressões/palavras que eu conhecia.

Meu cérebro foi, sei lá, assimilando o que podia e deixando de lado o que não podia. O oposto do que acontecia nas primeiras páginas, que ele (eu) só focava no que NÃO ENTENDIA.

Terminei esse livro quase 2 meses depois. Demorei uma vida.

Voltei na biblioteca e comprei outro. Eu já estava craque no exercício de visualizar o que eu estava lendo, o que deixou a leitura mais fácil e prazerosa. Esse eu demorei uns 20 dias pra acabar. Depois comprei outro, que já não tive dificuldades pra ler e entender e hoje, 7 meses depois, já estou lendo o meu 7º livro em inglês e o melhor, entendo absolutamente tudo o que leio.

Só escrevi esse post pra encorajar os leitores do blog que acham que nunca vão conseguir ler um livro em inglês. O recado é: se você persistir, você consegue.

Ler, além de incrementar o seu vocabulário, vai te ajudar a assimilar o que as pessoas falam. Já cansei de ler alguma coisa e ficar fissurado em uma palavra/expressão que nunca ouvi e dois dias depois ouvi-la saindo da boca de algum amigo ou no trabalho.

O inglês ‘falado’ não necessariamente bate com o inglês ‘escrito’, mas aos poucos você consegue assimilar. É só abastecer os dois lados: reading/writing (leia mais) e speaking/listening (converse, veja filmes, ouça música and don’t be shy).

Ps: O exercício de visualizar é fácil, se você parar pra pensar, você já faz isso em português. Quando você lê algo em português, não vem um filminho na sua cabeça? Tenta fazer isso com o inglês. No começo não vai vir nada, já que as palavras podem não fazer sentido pra você, mas se você focar linha por linha, você vai começar a ver. Quando você conseguir visualizar, você vai estar entendendo.

Ps2: Leia algo que te dê prazer, nem que seja revista de fofoca!

Anúncios

4 comentários sobre “Aprendendo a ler

  1. VOU RECOMENDAR ESSE POST PRA SEMPRE!

    É exatamente isso, Rick! Tem que focar nas coisas que você já conhece e usá-las como base pra entender o contexto, e não o contrário, como muita gente faz. Com o tempo as palavras novas vão se repetindo e quando você menos percebe, tá entendendo coisas novas pelo contexto em que elas aparecem.

    Parabéns! 😀

  2. Gente… seu post abriu meus olhos! hauhauhaa
    Eu até ganhei um livro em espanhol esse ano, e tô lendo devagarinho… (não sei quase nada de espanhol), mas de inglês, que tenho muito mais contato, não tenho nenhum! De vez em quando vejo filme sem legenda, mas nunca tinha parado pra pegar um livro em inglês e ler… vou tentar isso o mais rápido possível.

    • Isso mesmo, nao desiste! Nocomecoeh hard, mas vc vai pegando o jeito.. e pegue lviros que te interessem.

      Eu so leio coisa teen (que eu adoro) e que tb tem uma linguagem mais coloquial e menos complicada.

  3. Pingback: Livro: Divergent | Livin' La Vida…Rick!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s