Rosses Point

Faz quase 1 mês que não chove em Sligo e já faz mais de 1 mês que o calor não dá trégua. Já estou ficando irritado, parece que estou vivendo o verão insuportável de Bauru de novo. Sei lá, acho que a Irlanda não está preparada para um verão desses, risos. As casas são muito quentes e é impossível ficar dentro delas com esse tempo.

Até os irlandeses, que adoram um sol, estão começando a “reclamar” do calor constante. Tadinhos, não sabem o que é viver isso 9 meses no ano. Enfim, é um saco levantar de manhã, tomar banho e chegar no trabalho suando e coçando. PRONTOFALEI

Não tô reclamando, tô adorando ver o sol azul todos os dias e principalmente, adorando o “good mood” que o irlandês fica, só não gosto de passar calor. Não, aqui não tem ar-condicionado e apenas alguns sortudos tem a sua disposição um ventilador. Aqui é o país do aquecedor e não do ar-condicionado.

Mas diferente de Bauru, que não tem praia/rio e o máximo que eu tinha ao meu alcance no verão era 1) ir nadar na chácara do amigo 30min da cidade 2) ir pro SESC disputar piscina com 23142356 pessoas ou 3) ir na casa dos amigos com piscina; em Sligo tem praia!

Acordei sábado 12h, lavei o rosto, fiz a troxinha do Chaves e fui pra estação de ônibus pegar o ônibus pra “Rosses Point“. Rosses Point é uma vila que fica a 8km do centro de Sligo e tem uma das praias mais calmas do condado, excelente para banho. Além disso, lá também tem um mini-porto, um resort e um campo de golfe!

A passagem ida e volta custou € 5 e o ônibus chegou lá em menos de 20 minutos. Acho que dava até pra ir a pé ou de bicicleta.

Uma das primeiras coisas que me deparei por lá, foi essa estátua triste, que simboliza o sentimento do povo de Rosses Point esperando pelos seus amados que foram para o mar. Seja por guerra, aventuras ou a trabalho.

Mulher triste

Mulher triste

A rua que dava acesso à praia era bem curtinha e eu já fui notando uma grande movimentação. Tinha muita gente indo e voltando e muitos, mas muitos carros. Quando cheguei no alto do morro que dava vista pra praia, até assustei. Estava LOTADA! E não estava lotada de gente na areia, como eu já vi outras vezes, estava lotada de gente nadando. Dentro da água. Parecia praia do Brasil!

Vamos a la playa!

Vamos a la playa!

Peguei um lugarzinho na areia, tirei a roupa, deixei as minhas coisas ali mesmo e fui pra água. Não vou mentir, ela até estava gelada, mas não era pra tanto. A água era bem limpinha e dava pra ver o fundo. Vi muito caranguejo e fiquei com medo de um pegar meu pé. #traumasdeinfancia

Dividi meu tempo entre ficar na água e torrar no sol lendo “Revenge Wears Prada”, que é muito bom a quem interessar, mas daí deu fome e eu fui atrás de comida.

Eu achei que seria como em Bundoran, ambulantes perto da praia, vários restaurantes e tal, mas não era não. Perto da praia só tinha dois trailers: um de sorvete e um de comida. Opção ZERO. Fui até o trailer de comida e pedi um cachorro quente e uma coca. Esqueci de tirar foto do meu cachorro quente, mas era apenas pão, salsicha (que foi tirada da geladeira e jogada no óleo quente), umas 3 cebolinhas, mostarda e ketchup. Não vou reclamar, estava gostoso, mas só tinha isso.

Tive que comer ali mesmo, na frente do trailer, sentado na grama. Igual eles estavam fazendo. Eu até procurei uma sombrinha fresca, mas sem chance. Terminei o cachorro quente e tomei um 99s, que é o nosso sorvete expresso. Eles chamam de 99s porque ficou famoso por custar 99 pennys muitos anos atrás. Hoje custa € 2.

Não voltei mais pra praia, por que eu não aguentava mais ficar debaixo do sol. Não tinha UM ÚNICO lugar com sombra por lá. NADA NADA NADA! Os irlandeses nem levam guarda-sol pra praia, eles torram no sol como se não houvesse amanhã. Insolação vai mandar lembranças pra muitas mamães esse fim de semana.

Aproveitei ainda pra tomar uma pint em um pub bonitinho que tinha por lá. O pub tinha um painel com notas de dinheiro de diversos países do mundo e tinha até uma nota de R$ 20! Depois peguei o ônibus e voltei pra Sligo.

CURIOSIDADES:
– Dava pra contar no dedo quem tinha guarda-sol.
– Alguns se banham de camiseta.
– Protetor solar é quase público.
– Eles tomam chá na praia. Chá. Chá quente.
– Eles levam barraca de camping pra praia.
– Ouvi “ice cream” 21256 milhões de vezes e de todos os modos possíveis.

Anúncios

5 comentários sobre “Rosses Point

  1. Tenho até medo de reclamar e começar a nevar, mas né, já senti falta de um ar condicionado/ventilador aqui em casa, principalmente para dormir.

    Posso falar nada do povo tomando chá na praia, morava no Uruguay e ia a praia com o mate (chimarrão) quente sob o sol de 40 graus hahaha.

    Que massa ter essa praia tão perto de casa! 😉

    Beijo!

  2. Pingback: Retrospectiva 2013 | Livin' La Vida…Rick!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s