Malahide

Malahide é uma pequena cidadezinha do lado de Dublin, no condado de Fingal e é lá que fica o famoso Castelo de Malahide. O castelo serviu de residência para a família Talbot durante 791 anos, de 1185 até 1976 e hoje é tombado como um dos monumentos da Irlanda.

Nosso passeio começo as 09h da manhã, na estação do DART. Fomos eu, Felipe e mais algumas novas amigas brasileiras. O ticket de ida e volta pelo DART saiu por € 5,20, uma pechincha!

Chegamos lá por volta das 10h20 da manhã e já fomos direto para o castelo. A entrada para o Malahide Castle era bem parecida com a de um parque, com várias árvores, bancos, muito verde e até um pequeno cemitério. Foi nesse momento que o mais legal aconteceu: começou a nevar. Na verdade já estava “nevando” desde que saímos de casa, mas eram floquinhos tão mínimos que nem contava.

Entrada do Castelo

Entrada do Castelo

Pouco tempo de caminhada depois, chegamos ao castelo. Fiquei um pouco decepcionado com o seu tamanico, pois ele parecia muito maior nas fotos, mas mesmo assim fiquei impressionado. Era realmente muito lindo! Tiramos muitas fotos do castelo, das propriedades e dos jardins.

Enquanto isso, no lustre do castelo...

Enquanto isso, no lustre do castelo…

Jardim

Jardim

Depois do passeio ao castelo, resolvemos seguir a dica da Nick Minaj e ir à praia. Perguntei a direção para uma moça na rua principal e ela me disse: “vire a direita, continue reto e você chegará a praia”. Informei a direção ao pessoal, viramos a próxima rua à direita e fomos.

Um bom tempo de caminhada depois e ainda sem chegar na praia, começamos a ficar preocupados e achar que estávamos errados. Nisso, eu e Felipe perguntamos para um senhorinha simpática se estávamos certos e ela disse: “ah a praia é pra lá, no outro sentido”. Ficamos entender, explicamos pra ela o que havia acontecido, mas não teve jeito. Estávamos errados!

E volta o cão arrependido, com o rabinho entre as pernas. Tivemos que voltar todo o caminho até a rua principal e então, seguir no caminho certo.

O erro não foi na instrução ou no meu entendimento dela, mas sim no acato a instrução. Já que a moça da loja apenas disse “vire a direita e continue reto”. Era só sair da loja, virar a direita e continuar NAQUELA rua e não na próxima. Ainda acho que ela poderia ter sido mais clara, mas tudo bem.

O caminho para a praia já foi mais engraçado, já que estava nevando “bastante”, a neve já havia perdido encanto e a gente não aguentava mais aquela coisa branca caindo na nossa cara.

Quando enfim avistamos a praia, ficamos #chatiados. Era bem menos do que a gente esperava, mas já que estávamos lá, resolvemos ir até a água, molhar os dedos e depois ir embora. CORRENDO Chegamos à orla, tiramos as luvas, molhamos os dedos e quase os perdemos de tão gelada que estava a água!

Vamos a la playa..

Vamos a la playa..

Voltamos para a casa podres, mas muito feliz, já que o passeio foi um sucesso!

Próxima aventura: Belfast?

Anúncios

3 comentários sobre “Malahide

  1. Pingback: Retrospectiva 2013 | Livin' La Vida…Rick!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s