A primeira entrevista

Cheguei em Dublin no sábado e aproveitei para turistar o fim de semana todo, como vocês viram nos posts anteriores, mas nunca me esquecendo do meu foco principal: falar inglês e procurar trabalho. Atualizei meu currículo na segunda-feira com meu novo número de telefone e já enviei para algumas vagas que vi no FÀS.

Ontem meu telefone tocou e atendi apreensivo, era um homem falando um inglês muito carregado, parecia ter uma batata na boca. Consegui confirmar algumas coisas, como por exemplo, a minha candidatura à vaga e meu endereço. E entendi também o horário da entrevista (5pm de hoje, quarta-feira) e o endereço do local.

Aqui perto de onde estou as ruas tem essa pedra com o nome.

Aqui perto de onde estou as ruas tem essa pedra com o nome.

Fiquei feliz por ter conseguido entender, mesmo não entendendo o nome do cidadão e muito menos o nome da empresa. Mas graças a internet e ao Jack (amigo irish) descobri o nome da empresa através do endereço e do número de telefone: Silver Spoon.

Silver Spoon

Silver Spoon

Googlei o endereço e vi que era pertinho daqui e pra não errar MESMO, até fui lá a tarde, logo depois do almoço, me certificar que eu estava certo. No caminho, fiz até um novo amigo, o Daniel, da Romênia, que está aqui há 2 meses e a procura de trabalho também.

Quando deu o horário, me troquei e fui. Cheguei lá uns 10 minutos antes e fui atendido por um senhor com-cara-de-gente-vinda-das-arábias muito simpático que pediu para eu esperar um pouco. Era ele mesmo o dono da empresa e quando me disse seu nome de novo, continuei sem entender.

Era bem difícil de pronunciar e quem dirá escrever. Fiquei feliz porque vi que não tinha entendido antes, não porque meu inglês é ruim e sim porque o nome é complicado mesmo. Não entendi também o país de origem dele, mas com certeza era das arábias. MÃE, NÃO É A TURQUÍA, RELAXA!!!

Ele me disse que está abrindo um novo negócio que irá se chamar “Heavy Space”, esse espaço irá servir comida do mundo todo, japonesa, tailandesa, chinesa, italiana, turca e blablabla. E ele estava precisando de um recepcionista para atender telefone e anotar o pedido dos clientes – EU! EU! EU! ME ESCOLHE!

A conversa foi muito rápida, ele apenas me falou sobre a nova empresa, que irá começar a atender só na semana que vem, da vaga e perguntou dos meus horários disponíveis. Em alguns momentos eu senti que meu inglês estava mais afiado do que o dele, porque ele se perdia para dizer algumas coisas. Ele disse também que o fato de eu morar próximo ajuda muito porque ele não precisa gastar com ônibus.

No fim ele disse que gostou de mim, anotou meu telefone e meu nome novamente e disse que me liga assim que o delivery começar a funcionar, em no máximo 2 semanas. Finalizei a conversa dizendo que estava muito interessado na vaga e ele disse “eu sei, espere eu te ligar”.

Quando cheguei em casa e contei ao Steve o acontecido, ele disse para eu não me preocupar caso não dê certo, porque bem próximo daqui estão instaladas várias empresas, entre elas Ebay e Paypal e que elas sempre estão a procura de europeus com no mínimo dois idiomas. Ele ainda disse que eu era perfeito para essas vagas, porque falo inglês, português e italiano (ele não sabe que não saio do “ciao”), mas ele disse isso para não me deixar triste.

Bom, de qualquer forma…dando certo ou não, valeu a experiência de ter ido à minha primeira entrevista. Estou feliz porque ela foi logo na primeira semana e isso deve significar que boas coisas estão por vir.

Anúncios

5 comentários sobre “A primeira entrevista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s