Tradução do diploma

Já falei aqui no blog que o diploma de graduação das universidades brasileiras é aceito nas universidades da Irlanda  e que devido a isso, é perfeitamente possível cursar uma pós-graduação na Ilha da Esmeralda.

Mas e em relação ao mercado de trabalho, ter um diploma ajuda em alguma coisa?

A maioria, se não a totalidade, dos brasileiros e dos demais intercambistas de países fora da UE acabam procurando e trabalhando somente nos chamados subempregos, que são aquelas vagas que os irlandeses e os demais europeus não se interessam.

Além desses subempregos, que sustentam a maioria dos intercambistas, existem diversas oportunidades de trabalho na Irlanda. Dublin tem vagas para publicitários, jornalistas, programadores, designers, arquitetos, engenheiros, relações públicas, químicos, biólogos, professores e por aí vai. A lista é bem extensa, pode acreditar.

Só que essas vagas de trabalho são destinadas a irlandeses e intercambistas da UE,  e raramente são disputadas por intercambistas fora da UE, por diversos fatores, tais como: permanência limitada no país, impostos mais altos em relação a contratação de europeu, falta de domínio do idioma, passaporte fora da UE e por aí vai.

europa

By the way, isso não significa que um brasileiro não possa concorrer a elas. Claro que pode!

Pesquisando nos diversos sites de empregos, notei que muitas dessas vagas não exigem nem experiência, exigem apenas um diploma! E claro que, se um intercambista quiser concorrer a uma dessas vagas, seja ele europeu ou não, ele precisa ter um diploma traduzido.

A tradução do diploma é o primeiro passo para poder concorrer a esse tipo de vaga, porque por mais que ela seja destinada a um irlandês ou europeu, se você, brasileiro, for bom e estiver qualificado para preenchê-la, você pode sim ser contratado! Mas sem seu diploma traduzido, não tem como comprovar sua formação e só vai sobrar subemprego para você.

Deixo bem claro que não tenho nada contra os subempregos e sei que vou recorrer a eles no início, mas não quero ficar somente com esse tipo de experiência. Graças a Deus eu tenho um passaporte da UE, que me permite concorrer a essas vagas “maiores” e mandarei meu diploma para a tradutora na primeira semana de janeiro!

Deixo aqui alguns sites de empregos que oferecem mais do que os subempregos:

GumTree: vagas em Publicidade e Relações Públicas.
IrishJob: um dos maiores portais de vagas da Irlanda.
FÁS: agência de emprego do governo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s